Prefeitura de Ingá dá apoio logístico à execução de novo projeto para a Pedra Lavrada

  • por

Secretaria de Turismo do Município, Vavá da Luz, reúne autoridades científicas, políticas e sociedade para conhecer o plano de ação do projeto coordenado pela Arqueóloga Conceição Lage.

 

 

A palestra ocorreu na tarde desta quarta-feira no auditório do museu das Itacoatiaras, Pedra Lavrada, no município de Ingá. O evento contou com a presença de autoridades políticas do município, prefeito Manoel da Lenha, vice-prefeito Carlos Mendonça, Secretária de Educação Adjane Chaves, Secretário de Infraestrutura, Martizalém, Dra. Maria Aparecida, representante da Secretaria de Saúde, Secretário de Turismo Vavá da Luz, arqueólogo ingaense e guia turístico, Dennis Mota.  Representante do Governo do Estado, Dr. Sandro Targino, Procurador do Estado, Dr. José Souto, Diretora Presidente da PBTUR, Ruth Avelino, Dra Klévia Paz, representante do Secretário da Cultura, Chico Cezar, Dra Alessandra, assessora da Secretaria de Turismo do Estado. Presença também dos representantes da Superintendência do IPHAN na Paraíba, Dr. Umbelino Peregrino e Dr. Kleber Moreira, Dra. Paola, arqueóloga do IPHAN e Dra. Solange, arquiteta da SUPLAN. Representante da comunidade científica na área da arqueologia, a palestrante e executora do projeto, Dra. Maria da Conceição M. S. Lage, historiadores, museólogos, agrônomos, estudiosos, diretoras de escola, coordenadoras de educação e a participação da comunidade ingaense.

A arqueóloga, Dra. Conceição Lage, coordenadora do projeto vencedor da licitação realizada pelo IPHAN, projeto este denominado: ESTUDOS ARQUEOLÓGICOS, CONSERVAÇÃO E SOCIALIZAÇÃO DO SÍTIO ITACOATIARAS DO INGÁ.

O projeto tem como objetivos gerais:

Realizar prospecção, sondagem e escavação. Neste sentido já foram feitas incursões na área com um grupo de 17 arqueólogos divididos em três grupos, onde encontraram vestígios de cerâmicas que serão levados para exames de laboratório e datação.

Efetuar intervenção de conservação no painel principal. Pesquisas iniciais já foram feitas e diagnosticado grande quantidade de líquens incrustados no painel das inscrições, que se não devidamente tratados, poderão levar a desagregação da rocha e destruição.

Produzir material para a mídia e para promoção de ações educativas. Ao final do projeto será feito um registro midiográfico que seguirá anexo ao livro a ser lançado com três mil exemplares. A presente reunião já faz parte deste plano que posteriormente será levado para as escolas com o apoio da Secretaria de Educação do Município.

Realizar oficinas educativas e de capacitação técnica. Socializar os conhecimentos sobre as Itacoatiaras.

Dra. Conceição informou que através de exames microbiológicos, constatou-se também no painel da pedra, grande quantidade de coliformes fecais, bactérias e escherichia coli, em razão da poluição e degradação do rio Ingá que está hoje com nível de PH 9. porém, Já foi feita a limpeza do painel com produtos especiais e técnicas avançadas. Uma das opções para uma limpeza e conservação mais duradoura, seria o desvio do rio Ingá num pequeno trecho, evitando o contato da água com o painel das escrituras. Esta sugestão já havia sido levantada no ano de 2009, porém ainda precisa de discussão e análise do impacto ambiental. O estudo completo e minucioso será concluído no mês de junho de 2013, segundo o cronograma apresentado.

Após a palestra, a palavra foi franqueada para os debates. Diversos arqueólogos e autoridades no assunto se manifestaram. O representante do IPHAN na Paraíba, Dr. Kleber Moreira fez uma explanação sobre o objetivo do projeto que aporta recursos de R$ 250.000,00 (duzentos e cinqüenta mil reais). Enalteceu o apoio logístico dado pelo prefeito Manoel da Lenha, através da Secretaria de Turismo, na pessoa do Vavá da Luz.  Também falou sobre outro projeto da criação do Parque das Itacoatiaras, que contempla uma valorização do espaço que circunda o painel das escrituras rupestres, perfazendo um total de 41,25 hectares de área. “Este projeto do parque teve os estudos iniciados no ano de 2007 e contou com a importante participação do Ministério Público Federal e do Ministério Público Estadual, através da Dra. Claudia Cabral Cavalcante.” Enfatizou. Segundo Dr. Kleber, a questão fundiária tem sido o principal entrave na efetiva execução deste projeto, uma vez que do total da área, apenas 2 hectares foi desapropriado e indenizado. Por sua vez, o Procurador do Estado, Dr. José Souto, afirmou que irá agilizar esta questão das desapropriações. O representante do Governo do Estado, Dr. Sandro Targino, destacou que o Governador Ricardo Coutinho tem interesse na implantação do projeto do Parque das Itacoatiaras e determinou especial atenção e colaboração com os diversos órgãos envolvidos. Klévia Paz, representante da Secretaria da Cultura do Estado, falou sobre a importância da pedra e lembrou que o Ingá está inserido no roteiro internacional da Copa do Mundo de 2014. Entre outras sugestões, ficou decidido que os diversos órgãos atuem em conjunto, e para tanto, será necessários novos encontros, seja presenciais ou via internet no sentido de monitorar e agilizar as ações.


O prefeito Manoel da Lenha também fez uso da palavra e demonstrou toda sua satisfação em receber no Ingá, pessoas de tanto conhecimento científico e tanta de tanta importância. Revelou que, como leigo no assunto e como cidadão comum ingaense, sempre associava a Pedra Lavrada apenas ao turismo, porém, diante das explanações feitas, se admira com a importância das Itacoatiaras no cenário nacional e mundial, com relação ao patrimônio histórico, cultural e para arqueologia. Afirmou ainda que “apesar das dificuldades iniciais, a prefeitura de Ingá estará de portas abertas para apoiar o projeto, pois sua vontade de trabalhar e ver as coisas acontecerem é muito grande”. Parabenizou o trabalho de seu Secretário de Turismo, Vavá da Luz, pelos contatos já realizados e proporcionar a oportunidade de reunir tantas autoridades na área da arqueologia e administrativa em nível estadual e Federal, no sentido de por em prática os projetos já existentes.

 

 

 

 

 

 

O Secretário de Turismo, Vavá da Luz, encerrou o encontro afirmando que está rindo a toa e feliz da vida por ter conseguido participar de um evento tão proveitoso, com tantas pessoas capacitadas em suas áreas de atuações e que muitas delas já se tornaram seus amigos e amigas particulares. Agradeceu a todos e se colocou à disposição para tomar medidas na direção da concretização dos projetos para as Itacoatiaras de Ingá.

ASCOM-PMI

Comente usando o Facebook