Publicidade

Anúncio da venda pela J&F foi feito na última quarta-feira; o frigorífico divulgou hoje que teve negociação de ativos no exterior liberada pela Justiça

As ações da JBS dispararam na manhã desta quinta-feira, um dia após a divulgação da venda da Alpargatas pela sua controladora, a J&F. Os papéis do frigorífico encerraram o dia com alta de 9,39%, a maior alta da bolsa, a 7,22 reais. O Ibovespa se valorizou 0,53% no pregão, fechando em 65.178 pontos

.

O grupo anunciou nesta manhã que a Justiça liberou a venda de unidades da JBS no exterior para a concorrente nacional Minerva. O negócio, de 300 milhões de dólares (962 milhões de reais), foi divulgado em julho, mas estava suspenso por causa da delação premiada de um dos sócios do grupo, Joesley Batista.

A J&F também anunciou ontem que fechou a transferência do controle acionário da Alpargatas, por 3,5 bilhões de reais, para a Itaúsa (holding de investimentos do Itaú), Cambuhy Investimentos (fundo da família Moreira Salles) e Warrant Administração de Bens e Empresas.

O grupo havia comprado a Alpargatas dezoito meses atrás, por 2,7 bilhões de reais, para socorrer outro grupo empresarial em dificuldades — a Camargo Corrêa, que precisava de dinheiro para cumprir obrigações decorrentes do acordo de leniência que havia feito no âmbito da Operação Lava Jato.

Após delação premiada dos irmãos Batista, o grupo J&F pôs em andamento um processo de desinvestimentos. A meta é conseguir 6 bilhões de reais em recursos.

VEJA 

Comente usando o Facebook

Publicidade