Folia de Rua vai ter de acabar uma hora mais cedo, determina MP.

Quem for cair na folia das prévias carnavalescas de João Pessoa deverá se preparar para ter que voltar uma hora mais cedo este ano. O Ministério Público expediu um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que o som dos trios elétricos e orquestras que passam nas principais vias da capital encerrem o Folia de Rua e o Bloco Muriçocas do Miramar até 1h da madrugada.Para blocos de bairro o limite é meia-noite. A programação da 25ª edição do Folia de Rua foi divulgada ontem (08/02).

A medida foi tomada em comum acordo entre a Promotoria do Cidadão e os dirigentes dos 31 blocos filiados que desfilarão nas prévias carnavalescas nos bairros da capital.

A fiscalização ficará a cargo da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. De acordo com o curador do cidadão, Valberto Lira, as agremiações que descumprirem o TAC serão multadas em R$ 10 mil.

Para este ano, os blocos vão ter uma tolerância de meia hora para a dispersão. “Esse tempo a mais não é para continuar com o barulho, mas para organizar a saída, como medida educativa.

A partir do próximo ano os blocos deverão desligar todos os equipamentos exatamente à 1h da manhã, sem tolerância”, pondera o curador.

Nos anos anteriores, explica Valberto Lira, os blocos tiveram que encerrar as atividades às 2h da manhã, “mas isso continuou gerando uma série de reclamações por parte da vizinhança que não gosta de carnaval e se incomoda com os barulhos das músicas e dos foliões, que muitas vezes se embriagam e excedem na baderna até altas horas”, justifica Lira.

Nos bairros, de acordo com a coordenadora de fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente de João Pessoa, Socorro Menezes, a tolerância será ainda menor.

“O acordado é que os blocos de bairros poderão ter som até a meia-noite. O horário de 1h da manhã é para os grandes blocos de arrasto, como as Virgens de Tambaú e Muriçocas do Miramar, que descem a Avenida Epitácio Pessoa”, explica.

O presidente da Folia de Rua, Raimundo Nonato Batista Filho, o Bola, lamentou que a folia carnavalesca este ano tenha que acabar cada vez mais cedo para os foliões.

“Este ano o promotor reduziu para 1h. Negociamos e conseguimos uma tolerância de meia hora. Esperamos bom senso e apoio para o nosso carnaval de rua, que não pode morrer”, comenta.

Quem também questionou a medida foi o atual presidente das Virgens de Tambaú, Euclides Menezes. Para ele, fixar um horário, além de estragar a festa dos foliões, deve provocar uma série de transtornos.

“Ao invés de haver uma dispersão natural dos que precisam trabalhar no dia seguinte, dos cansados, todos irão embora no mesmo momento. Vai provocar muito engarrafamento e empurra-empurra de quem volta de ônibus”, avalia.

Eleito Rei da Folia de Rua 2012, o humorista Cristovam Tadeu disse estar confiante que o evento será tão animado quanto nos anos anteriores. “O que estão querendo acabar é com o som, mas a folia continua”, disse.

Da Redação com G1PB

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress