Instituto Alpargatas entrega projeto-piloto de primeira escola digital pública na Paraíba

O Instituto Alpargatas entrega, nesta sexta-feira (30), às 15h, a primeira escola digital do ensino público da Paraíba. A Escola Municipal Manoel Francisco da Mota, que conta com 684 alunos dos ensinos infantil e fundamental de Campina Grande, no Agreste do Estado, é a beneficiada. A unidade recebeu 20 chromebooks e capacitação tecnológica a todos os funcionários.

De acordo com o Instituto, o projeto Digital School surgiu em uma parceria firmada com a Gentrop, braço do Google for Education no Brasil, cujo objetivo é trazer o uso de tecnologia e dispositivos eletrônicos para as salas de aula da Paraíba. Campina Grande foi escolhida para o projeto-piloto e com isso participou da capacitação na utilização de aplicativos Google no contexto educacional.

Durante quatro semanas, os 35 educadores do colégio (entre gestores, professores e técnicos) participaram de trilhas formativas em Google Drive, Google Docs, Google Forms e Google Slides, ministradas de forma online pela Gentrop. Para amplificar o alcance das tecnologias em sala de aula, a escola também foi contemplada com 20 chromebooks e um carrinho para a recarga elétrica dos equipamentos.

O projeto ainda inclui um treinamento inicial para uso adequado dos chromebooks e treinamentos semestrais para reciclagem dos professores. A partir da iniciativa, será possível otimizar a realização de aulas remotas durante o período da pandemia. Com o sucesso do Digital School, a expectativa do Instituto Alpargatas e da Gentrop é expandir a ação para outras escolas e cidades paraibanas.

“Apesar de a crise do novo coronavírus ter pegado a todos de surpresa, a digitalização do ensino público era um assunto que já estava presente em nossas ações. Neste momento de aulas não-presenciais, mais do que nunca, é necessário que educadores e alunos tenham conhecimento e acesso às ferramentas tecnológicas que podem auxiliar o processo de aprendizagem”, afirma Berivaldo Araujo, diretor-executivo do Instituto Alpargatas.

A entrega desses equipamentos para a Escola Manoel Francisco da Mota acontecerá no dia 30, às 15h. O lançamento oficial do Digital School será transmitido ao vivo pelo canal de youtube do Instituto Alpargatas e contará com as participações de José Roberto Daniello, diretor de pessoas da Alpargatas, Berivaldo Araujo, diretor-executivo do Instituto Alpargatas, e Alline Antóquio, diretora comercial na Gentrop.

Educação 4.0

O Instituto Alpargatas, braço de responsabilidade social da Alpargatas – dona das marcas Havaianas, Osklen e Dupé – tem atuado fortemente para reduzir o impacto das aulas não-presenciais durante a pandemia no processo de aprendizagem dos estudantes nos 15 municípios onde atua. São eles: Alagoa Nova (PB), Bananeiras (PB), Campina Grande (PB), Caturité (PB), Guarabira (PB), Ingá (PB), Lagoa Seca (PB), Mogeiro (PB), Queimadas (PB), Santa Rita (PB), Serra Redonda (PB), Carpina (PE), Montes Claros (MG), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

No evento de voluntariado empresarial Alpa Bem-Fazer 2020, realizado em setembro do ano passado, a organização fez a doação de 14 Centros de Inclusão Digital para cidades da Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro e Minas Gerais, todos equipados com computadores e acessórios. No município de Montes Claros, a iniciativa ainda incluiu a distribuição de mais 20 computadores em 10 escolas locais.

Além disso, o Instituto Alpargatas integra o projeto Um Computador Nota 10, uma parceria entre a Secretaria de Educação de Campina Grande (SEDUC), a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e a empresa de tecnologia HP que recupera notebooks e desktops doados e os entrega 100% funcionais para uso de estudantes da rede municipal. Até o momento, o Instituto Alpargatas já colaborou com a ação fazendo a doação de 231 máquinas provenientes das plantas operacionais da Alpargatas.

“Hoje, há uma influência inegável das tecnologias no desenvolvimento das crianças. Entendemos que o uso destas ferramentas na educação pode gerar mais interesse por parte dos alunos, além de agir como um facilitador nas práticas dos professores. Por isso, nós, que prezamos por um ensino público de qualidade, consideramos muito importante estender nossa atuação no sentido de trazer cada vez mais inclusão digital”, comenta Berivaldo Araujo.

click pb

Comente usando o Facebook