segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
HomeGeralPromotor vai pedir que donos percam carros envolvidos em rachas na PB

Promotor vai pedir que donos percam carros envolvidos em rachas na PB

Operação Velocidade Limitada apreendeu um Camaro, três Civics e um Gol.
Veículos foram flagrados em vídeos na internet participando de rachas.

 

O promotor Otávio Paulo Neto, responsável pela Operação Velocidade Limitada, disse nesta quinta-feira (24) que vai pedir que os donos dos carros envolvidos em rachas percam a propriedade dos veículos. Uma decisão neste sentido pode atingir os cinco carros apreendidos na ação da Polícia Rodoviária Federal, Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e Detran no último dia 18 que continuam recolhidos.

Os veículos, um GM Camaro, três Honda Civic e um VW Gol estão no pátio da superintendência da PRF, em João Pessoa, e de acordo com Otávio Neto, coordenador do Gaeco, perícias ainda estão sendo feitas e serão incluídas às denúncias de modo que qualquer dúvida a respeito da participação dos suspeitos seja dirimida. O intuito é tirar de vez os carros dos suspeitos.

“Acreditamos que se os carros forem devolvidos aos donos, voltarão a ser usados em rachas e vão arriscar a vida das pessoas”, disse Otávio Neto. Esta operação, de acordo com a assessoria da Polícia Rodoviária, tem justamente o objetivo de tirar de circulação carros que estejam sendo usados de maneira perigosa nas estradas da Paraíba.

As investigações começaram a partir de vídeos dos rachas publicados em sites de divulgação de vídeos na internet. A polícia informou que os veículos foram recolhidos ao pátio da Polícia Rodoviária Federal e os proprietários tiveram o direito de dirigir suspenso e as carteiras de habilitação apreendidas por decisão judicial.

Durante as buscas também foram apreendidos documentos, CDs e computadores, em que eram guardadas as imagens dos rachas. É neste material que a polícia está fazendo perícias. O responsável pela ordem de apreensão foi o juiz Eduardo Barros Filho, da comarca de Cruz do Espírito Santo.

Ajuda da população
Tanto o promotor quanto os inspetores da Polícia Rodoviária disseram que a participação da população é muito importante para coibir práticas criminosas no trânsito. A PRF mantém o o número 191 disponível para que denúncias sejam feitas, mesmo que anonimamente. Segundo a assessoria da PRF, é através deste número que a população pode ajudar a diminuir o número de acidentes e mortes nas estradas.

Fonte: G1

Comente usando o Facebook

DESTAQUES
spot_img
spot_img

Popular

plugins premium WordPress