Promotor vai pedir que donos percam carros envolvidos em rachas na PB

Operação Velocidade Limitada apreendeu um Camaro, três Civics e um Gol.
Veículos foram flagrados em vídeos na internet participando de rachas.

 

O promotor Otávio Paulo Neto, responsável pela Operação Velocidade Limitada, disse nesta quinta-feira (24) que vai pedir que os donos dos carros envolvidos em rachas percam a propriedade dos veículos. Uma decisão neste sentido pode atingir os cinco carros apreendidos na ação da Polícia Rodoviária Federal, Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e Detran no último dia 18 que continuam recolhidos.

Os veículos, um GM Camaro, três Honda Civic e um VW Gol estão no pátio da superintendência da PRF, em João Pessoa, e de acordo com Otávio Neto, coordenador do Gaeco, perícias ainda estão sendo feitas e serão incluídas às denúncias de modo que qualquer dúvida a respeito da participação dos suspeitos seja dirimida. O intuito é tirar de vez os carros dos suspeitos.

“Acreditamos que se os carros forem devolvidos aos donos, voltarão a ser usados em rachas e vão arriscar a vida das pessoas”, disse Otávio Neto. Esta operação, de acordo com a assessoria da Polícia Rodoviária, tem justamente o objetivo de tirar de circulação carros que estejam sendo usados de maneira perigosa nas estradas da Paraíba.

As investigações começaram a partir de vídeos dos rachas publicados em sites de divulgação de vídeos na internet. A polícia informou que os veículos foram recolhidos ao pátio da Polícia Rodoviária Federal e os proprietários tiveram o direito de dirigir suspenso e as carteiras de habilitação apreendidas por decisão judicial.

Durante as buscas também foram apreendidos documentos, CDs e computadores, em que eram guardadas as imagens dos rachas. É neste material que a polícia está fazendo perícias. O responsável pela ordem de apreensão foi o juiz Eduardo Barros Filho, da comarca de Cruz do Espírito Santo.

Ajuda da população
Tanto o promotor quanto os inspetores da Polícia Rodoviária disseram que a participação da população é muito importante para coibir práticas criminosas no trânsito. A PRF mantém o o número 191 disponível para que denúncias sejam feitas, mesmo que anonimamente. Segundo a assessoria da PRF, é através deste número que a população pode ajudar a diminuir o número de acidentes e mortes nas estradas.

Fonte: G1

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress