Da tribuna, Manoel Jr diz: “o alvo foi errado”.

Do alto da tribuna da Câmara Federal nesta quarta-feira (28), o deputado Manoel Júnior fez um pronunciamento em defesa do ministro Aguinaldo Ribeiro, paraibano, que teve o nome citado na denúncia do escândalo batizado de “Jampa Digital”, em matéria exibida pelo Fantástico. “O alvo foi errado”, pronunciou em defesa do ministro paraibano. Em seguida, o parlamentar adiantou que “Aguinaldo (Ribeiro) nada tem a ver com as fraudes no processo licitatório; o pagamento de propinas, as doações de campanha, no mínimo suspeitas”.

“Quem precisa responder por mais esta relação de promiscuidade com os recursos públicos é o atual governador Ricardo Coutinho, prefeito de João Pessoa na época da execução do projeto (Jampa Digital), que jamais funcionou”, frisou o parlamentar.

Lembrou outros escândalos da gestão do ex-prefeito Ricardo Coutinho, “escândalos que envolvem a malversação de recursos públicos, como é o exemplo da Fazenda Cuia, do superfaturamento de merenda escolar e outros”.
De uma coisa o deputado federal Manoel Júnior disse estar convicto da inocência do ministro Aguinaldo Ribeiro, “um homem de muitas virtudes e o seu compromisso é com o desenvolvimento da Paraíba, não com o desvio de recursos públicos”.
Por: Marcone Ferreira

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress