NO Carnaval: PM ameaça entrar em greve se o governo não atender reivindicações.

Os policiais militares da Paraíba decidiram durante Assembleia Geral realizada nesta quinta-feira (26) entrar em greve em fevereiro, caso o governador Ricardo Coutinho (PSB) não atenda as reivindicações da categoria.Durante a Assembleia, que aconteceu no ginásio de esportes da Caixa Beneficente, localizada na Rua Rodrigues Chaves, no Centro da Capital, os militares decidiram elaborar um documento com todas as reivindicações que será encaminhado ao governo estadual.

Os policiais exigem um reajuste salarial de 18%, mas o governo do estado só concedeu 3%, o que provocou a revolta de vários funcionários estaduais.

O presidente da Caixa Beneficente, coronel Maquir Alves Cordeiro, classificou como discriminação e humilhação o ato do governo com os militares da reserva ‘que doaram  sua juventude em prol da segurança pública do Estado”.

Ainda segundo o coronel Maquir, são inúmeras as perdas que se vêm acumulando, nos últimos meses, com sérios prejuízos para o Seguro de Vida, para a Lei do Subsídio e para os níveis salariais de reformados e inativos, sem contar com a indiferença que se verifica em casos de policiais que têm a saúde comprometida, em confronto com a bandidagem, ficando, algumas vezes, em cadeiras de rodas.

O coronel Francisco e o ex-deputado federal Major Fábio (DEM) também participaram da Assembléia Geral. G1.

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress