Paraibano suspeito de participar de roubo ao Banco Central é preso em Minas Gerais.

Dois anos de investigação foram necessários para a polícia localizar e prender mais um suspeito de envolvimento no furto ao Banco Central (BC), em Fortaleza (CE), de onde foram levados R$ 164 milhões. Trata-se do paraibano Rubens Ramalho de Araújo, de 44 anos. Ele foi encontrado pela Polícia Civil de Minas Gerais e está preso na Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (BH).

Segundo a polícia mineira, ele participou ativamente da elaboração do plano para assaltar o Banco Central, mas ficou apenas com cerca de R$ 5 milhões por não ter entrado no túnel feito pelos bandidos, alegando que tinha fobia.

O furto ao Banco Central ocorreu em 2005, depois que um grupo alugou uma casa nas proximidades do banco e escavou um túnel, pelo subsolo, que levava até o cofre. Após o assalto, o bando fugiu com o dinheiro.  O caso ficou conhecido como o maior furto da história do país.

Mais de 100 pessoas foram presas sob suspeita de envolvimento com o crime. Atualmente, existem 19 mandados de prisão em aberto contra o paraibano detido. Três em Minas Gerais e os demais expedidos em outros sete Estados – São Paulo, Paraíba, Piauí, Mato Grosso, Maranhão, Bahia e Ceará.

Fonte: Da Redação pbonline

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress