Após briga entre Governo e reitoria da UEPB, PCdoB se afasta de RC e deve se aliar a Maranhão.

Custou caro à base política do governador Ricardo Coutinho a briga travada por ele com a reitora da Universidade Estadual da Paraíba, Marlene Matos, filiada ao PC do B e pré-candidata a sucessão municipal de Campina Grande.Por causa das acusações de Ricardo a Marlene, inclusive de suposto desvio de recursos da Universidade; os comunistas romperam com o governo, também a pré-candidatura de Estelizabel Bezerra a prefeitura de João Pessoa.

O PC do B deve oficializar o rompimento no próximo dia 15, mas já correu para os braços do pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PMDB, ex-governador José Maranhão.

“Em abril será apresentada essa definição”, disse o presidente estadual do PMDB, Antônio de Souza. Ele confirmou que já houve um contato da legenda comunista com o ex-governador José Maranhão.

O contato batizado de “estamos voltando ao convívio da aliança” foi mantido pelo presidente estadual do PC do B, Cristiano Zenaide, que comandou a Secretaria de Esportes durante o governo Maranhão III.

Claro, o PMDB ficou radiante com o apoio de um partido que praticamente tinha fechado a aliança com a candidatura do PSB. “Sem dúvida, até porque representa uma porta aberta para outros partidos se unirem a nossa candidatura”, observou Souza.

Ou seja, Ricardo botou tudo a perder.

A propósito desse assunto, o presidente do PMDB paraibano desconversou sobre o apoio do PTB, mas conversas nos subterrâneos acontecem e anuncio poderá acontecer nos próximos dias. “É possível, até porque o partido esteve conosco na campanha passada”, lembrou Souza.

Marcone Ferreira

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress