Publicidade

O candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), disse que o seu rival no segundo turno, o candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL) é um “soldadinho de araque” que foge dos debates e o acusou de montar uma organização criminosa com “dinheiro sujo” de empresários, por meio de caixa 2, para atacar a ele e o PT. “Ele não me enfrenta porque não tem coragem de falar na minha cara o que o WhatsApp dele falou durante uma campanha inteira”, disse Haddad durante um ato de campanha em Fortaleza (CE). “Vem falar da minha família na minha cara, vem falar dos meus bens na minha cara. Vem me enfrentar, soldadinho, soldadinho de araque”, completou.

Haddad também usou de mão forte para criticar o deputado federal e coordenador da campanha de Bolsonaro, o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM), cotado para ser o ministro da Casa Civil em um eventual governo do PSL. “O possível ministro da Casa Civil dele, que é tão desqualificado quanto ele, diz que ele foge de debate porque fede. Ele não mentiu porque há muito tempo isso acontece. Faz 28 anos que ele está no Congresso Nacional e só vomita barbaridades”, disparou

Afirmação foi uma referência à declaração de Lorenzoni de que Bolsonaro não participará de debates pelo fato de usar uma bolsa coletora de fezes em decorrência de uma facada sofrida durante um ato de campanha em Minas Gerais.

 
 

Comente usando o Facebook

Publicidade