Publicidade

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça na Assembleia Legislativa, deputada Estela Bezerra (PSB), surpreendeu na manhã desta terça-feira (5), quando durante pronunciamento a respeito do projeto de progressão funcional da Polícia Civil,  afirmou que por vezes a população se sente acuada pela polícia.

“Pessoalmente, como cidadã, quando era pequena, dizia eu quero ser polícia, como ser polícia fosse também ser herói”, disse. “Hoje você não vê esse sentimento da população com relação à polícia. Ainda se vê com os bombeiros”, disse. “Mas com relação à polícia, muitas vezes chegamos em uma situação que tem polícia, não é só pela situação de violência, mas a gente se afasta, amedrontado com a violência e às vezes com a própria postura da polícia”, completou.

Ainda segundo a deputada, a intimidação da sociedade diante da polícia pode ser constatada sobretudo nas comunidades mais carentes. “Digo isso com a tranquilidade de quem transita nas comunidades mais vulneráveis dessa cidade, sabendo que muitos trabalhadores e trabalhadoras que ali estão se sentem mais acuados do que protegidos com a presença da polícia”, completou.

Paraiba Rádio Blog

Comente usando o Facebook

Publicidade