sábado, junho 22, 2024
spot_img
HomePoliticaPresidente da Câmara de Guarabira é investigado por acumulação ilícita de cargo

Presidente da Câmara de Guarabira é investigado por acumulação ilícita de cargo

O presidente da Câmara de Vereadores de Guarabira, Raimundo Alves de Macedo Sobrinho, está sendo investigado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) por suposta acumulação ilícita de cargo. Conforme apurou o ClickPB, o parlamentar estaria acumulando os cargos de professor e vereador.

 

A promotora Paula da Silva Camillo Amorim, da 4ª Promotoria de Justiça, é quem assina o processo aberto para apurar os fatos denunciados contra Raimundo Macedo.

 

“É vereador de Guarabira, professor do Estado da Paraíba e professor do Município de Guarabira, ressaltando, ainda, que em janeiro de 2023 ele tomou posse como Presidente da Câmara, o que reforçaria a incompatibilidade de cargos e salários”, diz trecho da ação aberta.

 

O vereador explicou, em contato com o ClickPB, que já se licenciou do cargo de professor exercido na rede estadual de ensino e, portanto, não há acumulação ilícita de cargos. Dessa forma, a investigação deve ser arquivada já que, como ele colocou, não há irregularidade.

“Desde que assumi a presidência, em janeiro, que me licenciei, Na prefeitura não é necessário porque o expediente na Câmara começa às 12h”, completou argumentando que não há ilegalidade.

ClickPB

Comente usando o Facebook

DESTAQUES
spot_img
spot_img

Popular

plugins premium WordPress