Publicidade

Prefeito Manoel da Lenha disponibilizou cinco ônibus para o povo participar do velório da ex-primeira dama

Mãe Marta.  Assim era chamada a eterna primeira dama pelos mais carentes do município de Ingá. Dona Marta era uma pessoa determinada, alegre, ativa, disposta, e porque não dizer, elétrica, na plenitude de sua saúde. Gostava de trabalhar e resolver situações que ajudavam sobretudo aos mais carentes. Animada, gostava de festa e estava sempre rodeada de amigos, porém era capaz de gestos naturais de humildade extrema, ao ponto de viajar de ônibus algumas vezes para a capital do Estado, de lanchar pão doce com caldo de cana, de ir comprar e buscar pessoalmente os remédios daqueles mais necessitados e de levá-los a fazer exames. Na sua rotina de primeira dama, diariamente dezenas de pessoas tomavam café em sua casa, de forma modesta, mas com carinho e atenção.

Mãe extremamente dedicada aos filhos e esposa companheira de todas as horas de “Toínhinho”, como tratava o, as vezes turrão. Atonio Burity, que ela tanto sabia os atalhos para conquistá-lo e “ajeitar” os acessos e problemas que pareciam insolúveis.

Dona Marta, ainda em vida, tornou-se uma unanimidade na cidade, inclusive no meio político onde ficava acima dos embates e acirradas campanhas eleitorais.

Sem dúvida, seu modo de ser e seu reconhecido trabalho como primeira dama, ajudou muito nas vitórias conquistadas pelo ex-prefeito Antonio Burity nas diversas disputas eleitorais.

Dona Marta lutou com garra fé e serenidade contra problemas sérios de saúde que vem desde antes da campanha para reeleição do ex-prefeito Antonio Burity em 2004, quando a primeira dama já enfrentava as primeiras sessões de quimioterapia.

Naquele memorável período eleitoral, com o retorno de Dona Marta ao Ingá , o prefeito Antonio Burity feliz com a sua volta, lançou a célebre frase estampada em faixas espalhadas pela cidade: “MARTA VOLTOU A CAMPANHA DOBROU !” marcando o retorno da primeira dama ao Ingá depois de um longo período de tratamento. Na eleição de 2004, Burity foi reeleito para mais quatro anos e Dona Marta chegou a assumir a Secretaria de Saúde do Município de Ingá.

Há cerca de dois anos, Dona Marta sofreu um AVC que limitou seus movimentos e parte da fala. Nestas condições, o ex-prefeito Antonio Burity ficou sempre ao seu lado dando atenção, carinho e os cuidados necessários. Na última campanha eleitoral, dona Marta ainda foi levada de carro a alguns poucos eventos ao lado do marido, porém já não contava mais com a liberdade e autonomia dos movimentos para interagir com o povo, como tanto tempo fez durante o período de primeira dama, sobretudo com a população mais carente. A grande maioria do povo de Ingá adora Dona Marta, principalmente os pobres que ainda a chamava de Mãe Marta.

A ex-primeira dama passou alguns dias internada no Hospital Monte Sinai em João Pessoa. Com a saúde bastante fragilizada, a família optou por não fazer tratamentos invasivos em UTI, preferindo que ela passasse seus últimos dias ao lado da família.

Dona Marta Lopes Burity, veio a óbito no final da tarde desta terça-feira, 10, deixando bastante saudade entre familiares, amigos e admiradores.

O velório ocorreu na Central de Velório São João Batista, tendo a presença de familiares, amigos e pessoas do meio político estadual, como o Deputado João Gonçalves, e do município de Ingá, os ex-prefeitos Lula e Iremar, a ex-vice-prefeita Dra. Sildete Cruz, bem como o atual prefeito Manoel da Lenha e o ex-presidente da Câmara de Vereadores, Pierre Jan, entre outros.

O prefeito Manoel da Lenha, num gesto de grandeza, decretou luto de três dias e ponto facultativo nesta quarta-feira, colocando ainda cinco ônibus à disposição do povo para dar o último adeus e homenagens a ex-primeira dama, Marta Lopes Burity.

A prefeitura convidou os ingaenses em carro de som para o sepultamento, e por volta das 13:00 hs o povo se concentrou na praça defronte a prefeitura para o embarque rumo a João Pessoa. Na saída, o ex-candidato a vereador, Conselheiro Tutelar Ismael Oliveira distribuiu chapéus amarelos para serem usados, como forma de homenagem a Dona Marta.

Na central de velório foi organizada uma grande fila para o último adeus dos ingaenses.

Dona Marta foi sepultada sob forte comoção no cemitério Parque das Acácias.

Nós que fazemos o INGA-CIDADAO oferecemos nossos pesares à família e a comunidade ingaense.

Veja as fotos da participação do povo de Ingá na despedida à Dona Marta:

no images were found

Comente usando o Facebook

Publicidade