Ano bissexto: 152 têm primeiro aniversário.

Por terem nascido no dia 29 de fevereiro de 2008, 152 crianças paraibanas comemoraram oficialmente, ontem, pela primeira vez, um aniversário na data exata do nascimento, segundo a Secretaria de Saúde do Estado.A data só é repetida a cada quatro anos em decorrência do ano bissexto, que acrescenta um dia ao mês de fevereiro.

Entre a meia-noite e 17h30 de ontem, 20 bebês nasceram vivos na maternidade Cândida Vargas, em Jaguaribe, na Capital. Foram 13 meninos e sete meninas. De acordo com a diretora do hospital, Ana de Lurdes Vieira Fernandes, mais de um bebê nasceu por hora, neste intervalo, no dia 29.

Na maternidade Frei Damião, em Cruz das Armas, entre às 0h e 18 horas de ontem, quatro bebês nasceram vivos no ano bissexto: dois meninos e duas meninas.  As pessoas nascidas nesta data convivem com uma polêmica em relação à comemoração do aniversário, como é o caso do comerciante Alberto Egito, 28 anos, que comemorou ontem seu sétimo “aniversário oficial”. Ele se considera privilegiado por ter nascido na data pouco comum no calendário e convive com as brincadeiras dos amigos desde a infância. “Na maternidade Cândida Vargas, Carla Tatiana disse que estava feliz com o nascimento do filho Breno Miller.” É um presente de Deus”, disse.

Entenda o ano bissexto

Ano bissexto é aquele que possui um dia a mais do que os convencionais 365 dias.
No calendário gregoriano, utilizado no Brasil e na maioria dos países, o dia extra é incluído a cada quatro anos, sendo adicionado no mês de fevereiro, que passa a ter 29 dias.

O ano bissexto existe para compensar uma pequena diferença do calendário gregoriano em relação ao ano solar. A Terra demora 365 dias e seis horas para completar uma volta em torno do Sol. Por isso, a cada quatro anos a diferença de um quarto de dia é compensada.

O ano bissexto passou a ser adotado em 238 a.C. no Egito, pelo faraó Ptolomeu III (246-222 a.C.). Foi percebida a necessidade de sincronizar os dias do ano, uma vez que qualquer discrepância no calendário poderia afetar a agricultura.
Julio César optou pelo mês de fevereiro e escolheu “fazer um bis” ou “duplicar” o dia 24, chamando-o de “antediem bis-sextum Calendas Martii”. Foi assim que surgiu o nome “bissexto”.

O dia que serve como sincronismo não é o dia 29 de fevereiro, mas sim, o dia 24 do mesmo mês.

Popularmente, a expressão “bissexto” é associada ao duplo seis (66), em referência aos 366 dias. O último ano bissexto foi 2008 e o próximo será 2016.

Felipe Ramelli e GIOVANNI ALVES

Fonte: Brasil Escola

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress