Antes da posse, novo ministro das Cidades exonera secretário-executivo

Mesmo antes de tomar posse, o primeiro ato de Aguinaldo Ribeiro como ministro das Cidades foi publicado nesta segunda-feira, 6, no Diário Oficial da União. Ele assina com a presidente Dilma Rousseff o decreto que exonera o secretário-executivo do Ministério das Cidades, Roberto de Oliveira Muniz. Aguinaldo Ribeiro assume na vaga de Mário Negromonte, que deixou o cargo depois de denúncias de irregularidades na pasta.A posse do novo ministro está marcada para esta segunda, às 17 horas, no Palácio do Planalto. Essa é a sétima mudança ministerial feita pela presidente Dilma motivada por denúncias de corrupção. No ano passado, o Estado revelou a alteração de pareceres técnicos que elevariam em R$ 700 milhões o custo de obras da Copa em Cuiabá (MT).

 

O novo ministro, deputado pelo PP, foi indicado pelo partido, mesmo do antecessor. Eleito para o primeiro mandato em 2010, Ribeiro tem feito gestões em favor da família, como revelou o Estado esta semana. Das emendas apresentadas ao Orçamento de 2012, três, no valor total de R$ 780 mil, foram destinadas para Campina Grande, onde sua irmão, Daniella Ribeiro, é pré-candidata à prefeitura nas eleições deste ano. O novo ministro também pediu prioridade de repasses para a Prefeitura de Pilar (PB), governada por sua mãe.  Do: Estadão.

Aguinaldo toma posse no Ministério das Cidades e começa a montar equipe nesta segunda-feira.

O paraibano Aguinaldo Ribeiro toma posse nesta segunda-feira (6) como ministro das Cidades e deve começar a montar sua equipe de trabalho ainda hoje. A posse do novo ministro está marcada para, às 17 horas, no Palácio do Planalto.

“Tem muita questão para resolver. Como foi de supetão, a gente ainda não tinha parado para pensar na equipe. Vamos escolher bons técnicos, pessoas de ponta. Temos que montar um time vencedor para o que a presidenta Dilma quer e o Brasil precisa”, afirmou Aguinaldo.

O novo ministro afirmou que está “começou a trabalhar, pensar em equipe, recebendo material do pessoal do ministério, fazendo o estudo das diversas secretarias, se inteirando do tamanho do orçamento em cada área”.
PolíticaPB

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress