Cássio: aliança estadual protegida

O aparente desinteresse de Cícero Lucena no apoio de Cássio Cunha Lima em João Pessoa evitará, inclusive, o racha entre ambos. E o racha entre Cássio e o governador Ricardo Coutinho.

Ou seja, em 2012, um estará envolvido em Campina, enquanto que o outro em João Pessoa. Um abraçado com o Ricardo e o outro ainda combatendo-o.

É bom registrar ainda que os movimentos nacionais de Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) sugerem terreno fértil para a consolidação da aliança desses dois partidos em nível estadual.

Cássio vai poder, então, continuar com seu projeto de manter-se aliado de Ricardo Coutinho até que todos os seus adversários políticos estejam “exterminados”. Entre eles, José Maranhão, que já sofreu uma derrota, e o prefeito Veneziano, que se coloca como opção pra 2014. Romper com Ricardo agora forçaria Cássio e buscar sombra entre seus inimigos de Campina Grande. E isso, mesmo que a política tudo permita, não está nos planos de Cássio.

Você o imagina abrindo indicando o vice de Veneziano em 2014? Tolice. Cássio quer liquidar de vez o reinado da família Vital para, somente a partir de 2014, tentar voltar, quem sabe, ao governo do Estado num futuro distante, com o apoio integral de Campina. Sem ter que dividir o filé com mais ninguém.

Luís Tôrres

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress