Governo e Fisco não chegam a consenso e as MPs não serão votadas nesta quarta.

O Governo do Estado e o Fisco não chegaram a um consenso sobre as Medidas Provisórias 184 e 185, esta última que institui a data-base para o pagamento de salários e define reajuste do servidor público estadual revogando dispositivo do subsídio do Fisco. Com isso, as MPs não serão apreciadas pelos deputados estaduais nesta quarta-feira (4).Segundo o líder da oposição na Assembléia, André Gadelha (PMDB), como não houve um entendimento hoje (3), ficou agendada uma outra reunião para a próxima terça-feira (10). “Não votaremos amanhã as MPs porque não houve entendimento, mas na próxima semana definiremos isso”, frisou.

De acordo com o representante do Fisco, Victor Hugo, muita coisa foi adiantada nesta reunião, mas o martelo será mesmo batido na próxima semana. “Independente das propostas do Governo, vamos ter uma definição na próxima reunião”, garantiu.

Estiveram presentes na reunião representantes dos servidores do Fisco, o vice-presidente da Assembléia Edmilson Soares (PSB), o líder da oposição André Gadelha (PMDB), o líder da situação Hervázio Bezerra (PSDB) e as secretárias das Finanças e Administração, respectivamente, Aracilba Rocha e Livânia Farias.

Fonte: André Gomes com informações de Alexandre Moura – PolíticaPB

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress