Publicidade

Gigante da internet estuda a principal tendência da indústria de smartphones. No entanto, executivo diz não ter pressa para lançar celular flexível.

O Google revelou que trabalha há algum tempo no desenvolvimento de um celular dobrável, nova tendência do mercado. A informação foi dada pelo principal executivo da companhia quando o assunto são os smartphones, Mário Queiroz, de acordo com o portal americano Cnet. Embora tenha confirmado que estudos e protótipos que exploram a ideia das telas dobráveis são realizados já há “um bom tempo” pelo Google, Queiroz deixa claro que ainda não há “um caso de uso claro” em favor do novo formato, o que de certa forma indica que um Pixel dobrável pode ainda estar distante do mercado.

De acordo com a publicação, o executivo entende que celulares dobráveis precisam ir além da flexibilidade da tela e trazer algum tipo de diferencial que os tornem mais atrativos ao consumidor. Por enquanto, Queiroz identifica que as telas dobráveis em modelos como o Galaxy Fold ou o Huawei Mate X são apenas um extra “legal de ter”, não algo “indispensável”.

A cautela do Google em relação a aderir ao formato pode ser uma estratégia, já que a chegada do celular flexível ao mercado tem ocorrido com alguns contratempos que vão desde a falta de um formato uniforme – cada marca vem apostando num design diferente em busca da solução ideal – aos problemas de qualidade encarados pela Samsung e o lançamento adiado do Fold em virtude de telas que apresentaram defeitos em poucos dias de uso.

Além do interesse na tecnologia do ponto de vista do hardware, o Google também vem resolvendo o problema das telas que mudam de tamanho em software: na Goolge I/O, conferência dedicada a desenvolvedores que usam serviços e tecnologias do Google em suas aplicações realizada na última segunda (7), a prévia do Android 10 Q foi demonstrada com suporte pleno ao novo formato.

Galaxy Fold

O celular dobrável Galaxy Fold (Samsung) chegou às mãos de jornalistas para testes e apresentou uma série de problemas com a tela em pouco tempo de uso. Algumas unidades desenvolveram defeitos no display em virtude da ingressão de partículas de poeira.

A fabricante afirma ter corrigido os problemas de design do celular e promete lançamento em breve.

Click Pb.

Comente usando o Facebook

Publicidade